É notório que o jiu-jitsu traz para a mulher os já sabidos benefícios físicos (musculatura torneada e definida na medida certa) e mentais (concentração, desinibe, aumenta a auto confiança, etc) tão conhecidos na arte suave. Na mulher possui ainda o fato de aumentar a auto estima, vaidade e sem duvidas a qualidade de vida.

A procura por um corpo saudável e bem delineado está ultrapassando os limites da sexualidade. O Jiu-Jitsu, uma luta antes tão masculinizada, está se tornando o alvo das mulheres para a perda de peso e melhoria no condicionamento físico e mental. Com isso, justamente o que era de domínio dos homens tem os colocado pra correr! Não é a toa que o público feminino resolveu invadir os ringues e tatames.

É possível eliminar 750 calorias por aula de nível básico; o gasto calórico dobra no treinos avançados, chegando a 1500 calorias. Se você quer perder peso e melhorar a musculatura, ou se quer adquirir conhecimentos de defesa pessoal, o Jiu-Jitsu é o esporte certo.

15Além do aprendizado da defesa pessoal, esta luta traz benefícios para o seu corpo aumentando o seu tônico muscular, e sua capacidade cardiovascular, além disso você também será mais saudável mentalmente, pois quem pratica esta arte ganha mais autoconfiança, fica mais bem disposta, faz amizades, e por fim elimina todo o seu stress no tatame.

Os benefícios do jiu-jitsu para as mulheres vão além do convencional. Com todos os benefícios que um esporte completo trás o jiu-jitsu ainda possui características especificas dificilmente encontrada em um único esporte. E nas mulheres ainda mais, elas aprendem com mais facilidade, já são mais flexíveis por natureza, mais dedicadas e por que não são muito mais fáceis de se ensinar.

Quando bem orientada a aula pode ser direcionada para focar as necessidades, exigências e superar limites no trabalho muscular.

Por ter grande exigência anaeróbia e ser muito isométrico o jiu-jitsu faz com que a mulher desenvolva toda sua força, estudos mostram que mulheres que praticam esportes podem chegar a ter a força aumentada em até quatro vezes, aumentando inclusive a massa muscular o que diminui a possibilidade de ocorrência de celulite, estrias, gordura localizada, varizes, melhorando a qualidade de sono e de vida.

Na parte de flexibilidade o jiu-jitsu da um verdadeiro show em muitos outros esportes e ainda mais se falando em jiu-jitsu feminino, pois a mulher já tem maior facilidade de adquirir flexibilidade e no jiu-jitsu é a parte mais trabalhada, a parte de luta por si só é um verdadeiro exercício de alongamento.

A parte técnica por exigir muita concentração e atenção faz das mulheres candidata a ser a melhor aluna. Por ser de fundamento técnico baseado nas alavancas do corpo e uso da força do oponente somado a estratégia fazem o conjunto perfeito para que a mulher se sobressaia em relação aos homens.18

Faz bem ao coração por ter o aeróbico muito exigido aumenta muito a capacidade cárdio respiratória melhorando a disposição e queimando as gordurinhas indesejáveis.

Segundo o professor da Escola Bragantina de Jiu Jitsu, Alessandro Capodeferro, o Jiu-Jitsu diminui o estresse, diminui a TPM, desinibe os tímidos e acalma os agitados e ansiosos. Ele aumenta a autoestima e a autoconfiança, trabalha todo o corpo, principalmente braços, ombros, abdômen e quadril, e ajuda a aumentar resistência física.

Como toda atividade aeróbica, o Jiu-Jitsu acelera o metabolismo e melhora a capacidade cardiovascular e respiratória, além de aumentar a flexibilidade, a coordenação motora e os reflexos.

Uma barreira que já está sendo quebrada aos poucos é a do preconceito contra as mulheres que praticam esse tipo de esporte.

Hoje em dia, é muito comum, e até estimulada, a prática das mulheres pelos inúmeros benefícios obtidos.

Os profissionais de educação física, com a ajuda da imprensa, desmistificaram alguns preconceitos com muita informação e conhecimento científico.

Professora Vanessa Capodeferro


Além de tudo o que foi exposto acima, nas turmas femininas, geralmente direcionamos as aulas às necessidades da mulher, começando pelo fato de que nenhum homem pisa no tatame – informa o professor Alessandro Capodeferro – na Escola Bragantina de Jiu Jitsu as aulas são inteiramente ministradas por mulheres.

Quem se encarrega de ensinar as meninas é a professora Vanessa Capodeferro, que além de treinar jiu jitsu 6 vezes por semana, ainda é Campeã Paulista e Vice Sul Americana na modalidade.

Por ser mulher e entender as mulheres, Vanessa prepara as aulas dando ênfase a musculaturas localizadas, e misturando sempre situações de defesa pessoal fazendo assim uma ótima adaptação onde se tem o resultado ideal para a mulher.

Por fim, o jiu jitsu, além de oferecer conhecimentos na área de autodefesa, traz muitos benefícios que nenhum outro esporte consegue proporcionar de uma só vez. Em relação à parte psicológica, há uma melhora da autoimagem e da autoconfiança, enquanto na parte física, melhora a resistência muscular com consequente ganho de estética corporal: um corpo mais bonito e harmônico.

Não há dúvida de que você encontrará uma técnica que combine mais com você na Escola Bragantina de Jiu Jitsu


Agora é só se levantar e ir, literalmente, a luta!