A preparação física faz parte de um conjunto e não se limita apenas à prática de vários exercícios de ginástica ou de alongamentos. A preparação física deve imperativamente ter em conta os objetivos a atingir e o nível do atleta. O treinador tem como função ajudar o atleta a atingir um patamar superior na sua atividade física.

11O jiu jitsu tem a sua particularidade, mas cada atleta também tem a sua. Um atleta muito explosivo às vezes precisa de força. A particularidade do esporte com a do atleta é o princípio para o trabalho de preparação.

O Jiu-Jitsu por si só, já possui uma conotação específica de condicionamento físico, com o aprimoramento das qualidades físicas integradas aos fundamentos do Jiu-Jitsu desportivo.

O “gás” é fundamental para o sucesso. Se não houver condicionamento físico, o movimento não acompanha o raciocínio.

Uma boa integração técnica e física pode ser aprimorada e desenvolvida utilizando apenas o Dojô, atingindo os objetivos primordiais utilizando o sistema de treinamento chamado de “treinamento pelo treinamento”, ou seja, treinando o condicionamento físico através do treinamento técnico.

2É necessário que o atleta tenha a consciência de que é impossível manter o auge da forma durante todo o ano, por isso o planejamento do treinamento é fundamental para um desempenho satisfatório, sem causar danos ao atleta como contusões, estafas, estresses, mau desempenho técnico, evitando assim o overtraining.

Apesar da relevância primordial nas lutas, a preparação física deve ser considerada complementar e não a atividade principal do planejamento do atleta de alto rendimento.

OBJETIVOS DA PREPARAÇÃO FÍSICA:

  • Resistência aeróbica
  • Resistência muscular localizada
  • Ritmo
  • Resistência anaeróbica
  • Velocidade de deslocamento
  • Força dinâmica
  • Aumento da capacidade cardíaca
  • Redução da freqüência cardíaca (FC) em repouso
  • Aumento do volume sistólico do coração
  • Melhoria da capacidade pulmonar, para extrair oxigênio (O2) do ar inspirado
  • Aumento da quantidade de sangue que pode transportar mais oxigênio
  • Armazenamento de mais glicose no fígado e nos músculos
  • Aumento do número de capilares funcionais nos músculos